Poloiguassu apresenta projeto de Turismo Comunitário em Seminário Internacional em Buenos Aires

Escrito por POLOIGUASSU.

Seminário

Poloiguassu esteve presente no “III Seminário Internacional: o papel do desenvolvimento turístico na redução da pobreza”, realizado nos dias 21 e 22 de Maio na Universidade Nacional de Lanús em Buenos Aires.

A convite do diretor do curso de Turismo, Julián Kopecek, o Poloiguassu apresentou o projeto de Turismo Comunitário, denominado Aconchego do Campo, realizado em 2011 com o apoio do Ministério de Turismo. O projeto surpreendeu os participantes do evento por conta do cuidado com o qual foi desenvolvido ao promover ações de forma participativa , levar em conta o fator humano e respeitar o tempo social do grupo. 
Representando o grupo Aconchego do Campo, Dona Noirma Grassi, produtora rural do município de Matelândia, esteve presente no evento e partilhou sobre a experiência de ter participado do projeto, citando algumas oficinas que foram realizadas com o grupo.
 
O Poloiguassu participou também das reuniões entre iniciativas de Turismo Comunitário da Argentina, o que resultou no surgimento do primeiro grupo de Turismo Comunitário da República Argentina. De forma participativa e com um total comprometimento do grupo, foram estabelecidos a missão, valores, filosofia e as próximas ações a serem realizadas pelo grupo que partilham uma ideologia bem clara com respeito ao que almejam em comum. A ação demonstra o avanço do pais sobre o tema, sendo esta apoiada pela Universidade de Lanús, que realiza investigações sobre turismo comunitário.
 
O Seminário contou com a presença de diretores da Universidade de Pereira - Colômbia, Lic. Andrés Rivera Berrio, da Universidade do Oriente - Venezuela, Lic. Cristina Marcano e da Universidade de Rosário - Argentina, Lic. Adela Puig, além da participação de professores, universitários e micro empresários de turismo comunitários de diversas partes da Argentina.
 
A Universidade de Pereira partilhou sobre a experiência de processos de organização comunitária em áreas naturais protegidas. Já a Universidade do Oriente destacou o processo de capacitação a grupos comunitários na Ilha Margarida.
 
No evento foram apresentadas também experiências de turismo comunitário como Caminos de Altamira em Mendoza e da Rede Boca Barracas, ambas já consolidadas.
A participação do Poloiguassu, representada por Thalita Tomazetti, abriu as possibilidades para um possível trabalho de pesquisa sobre o tema entre os dois países, uma vez que o turismo comunitário é ainda muito incipiente na América Latina e somente nos últimos anos vem ganhando reconhecimento por parte do Ministério do Turismo, Instituições e academia.