Membros da OMT discutem estratégias para 2014 e 2015

Escrito por POLOIGUASSU.

“A entidade busca integrar e conectar cada membro afiliado para obter bons resultados dos projetos da Organização”.

A Organização Mundial do Turismo (OMT) realizou a 37ª Reunião dos Membros Afiliados da OMT durante a FITUR em Madri, no dia 24 de janeiro, tendo como principal objetivo a exposição do Plano de Trabalhos dos Membros afiliados para 2014 e 2015.

O secretário geral da OMT, Taleb Rifai, abriu a reunião falando da importância da presença e contribuição de cada membro afiliado para os sucessos dos propósitos e projetos da OMT, uma vez que estes representando a iniciativa privada dentro da organização. Além de destacar o papel atuante da nova junta diretiva da entidade, no qual o POLOIGUASSU faz parte como única entidade brasileira.

O representante do Instituto POLOIGUASSU no evento, Eduardo Zorzanello explanou sobre a importância do momento em que passa o Brasil, em função da Copa 2014, e o importante papel da OMT na interlocução entre o setor público e privado, buscando estreitar e melhorar estas relações na solução de problemas no setor de turismo que afetam diretamente e indiretamente todos os países como a conectividade – necessidade de ampliação da malha aérea, a facilitação dos vistos e o estabelecimento de políticas para as taxas de turismo. 

“A presença do POLOIGUASSU na Junta Diretiva da OMT permite prospectar de uma forma direta e positiva a imagem do Destino Iguaçu perante os principais organismos públicos e privados que atuam com as políticas de turismo internacionais. A ideia é aumentar o networking do destino turístico na relação com diferentes países, facilitar e ampliar o diálogo para a geração de negócios e a qualificação da atividade turística, ampliando a visão de Foz do Iguaçu para o que as empresas e instituições de diferentes países têm feito para melhorar seus destinos turísticos.” Afirma Fernanda Fedrigo, diretora executiva do POLOIGUASSU.

 

Sobre o Polo Iguassu

O Instituto Polo Internacional Iguassu foi criado em 1996 para realizar e apoiar iniciativas de instituições e movimentos orientados para a integração, estruturação e desenvolvimento turístico da Região Trinacional do Iguassu.  Ao longo de sua história, o Instituto busca integrar a região por meio do turismo realizando projetos voltados a valorização da cultura dos três países, o respeito com os povos e a potencialização dos atrativos turísticos existentes, promovendo um destino turístico trinacional.

Hoje o Instituto direciona seu caminho nas áreas de gestão, pesquisa e educação para o turismo, entendendo a importância e a necessidade da geração de conhecimento para o desenvolvimento sustentado do setor.